Categorias
Como criar HQs

Porque publicar quadrinhos online

Porque publicar quadrinhos online.

Neste vídeo falo um pouco sobre a relação de webcomics e quadrinhos impressos e te dou três motivos para você publicar seus quadrinhos online, você querendo ser quadrinista mais tradicional (impresso) ou mais visionário (webcomics).

DESAFIO FLIPTRU 2 https://youtu.be/Oe7tptqyD0Q
CURSO/COMUNIDADE HQ NA PRÁTICA https://hqnapratica.com.br

Links úteis para você

Quem sou eu pra falar porque publicar quadrinhos online?

Meu nome é Marcus Beck e meus objetivos são:

  • Entreter através das minhas histórias;
  • ajudar quadrinistas independentes a divulgar seus trabalhos através da plataforma Fliptru;
  • e trazer o máximo possível de informação sobre como criar uma história em quadrinhos para o maior número de pessoas possível.

Publiquei minhas webcomics (quadrinhos online publicados na internet) por mais de dez anos e aprendi muitas lições sobre o que deve ou não ser feito para que as HQs sejam as melhores possíveis.

Quando eu comecei a criar meus quadrinhos eu gostaria muito que tivesse conteúdo sobre o assunto para que eu não tivesse que aprender tudo sozinho.

Por isso que criei meu canal do Youtube e também o meu blog, para ajudar quem está passando pela mesma situação que eu estive quando comecei.

Também sempre senti a necessidade de criar uma comunidade e uma plataforma onde quadrinistas nacionais pudessem publicar suas obras e entrar em contato com seus leitores.

Por isso em 2019 eu usei meus conhecimentos como desenvolvedor de software para criar e lançar a plataforma Fliptru.

Faço o possível para responder todas as perguntas, por isso fique a vontade para comentar com todas as suas duvidas. =)

Categorias
Narrativa Visual

Fazendo HQ para postar no Instagram

Neste vídeo mostro como rediagramar (reorganizar os quadros) de uma HQ para que ela funcione numa postagem do Instagram.

Cada plataforma exige uma experiência diferenciada de narrativa e por isso existe a necessidade de adaptar a obra quando for publicar em plataformas diferentes.

Faça parte da comunidade de pessoas que criam quadrinhos!

Para comparar as duas versões que eu falo no início do vídeo:
FALAR É FÁCIL NO MEU INSTAGRAM
FALAR É FÁCIL NA FLIPTRU

Links úteis para você

Quem sou eu pra estar fazendo HQ para publicar no Instagram?

Meu nome é Marcus Beck e meus objetivos são:

  • Entreter através das minhas histórias;
  • ajudar quadrinistas independentes a divulgar seus trabalhos através da plataforma Fliptru;
  • e trazer o máximo possível de informação sobre como criar uma história em quadrinhos para o maior número de pessoas possível.

Publiquei minhas webcomics (quadrinhos online publicados na internet) por mais de dez anos e aprendi muitas lições sobre o que deve ou não ser feito para que as HQs sejam as melhores possíveis.

Quando eu comecei a criar meus quadrinhos eu gostaria muito que tivesse conteúdo sobre o assunto para que eu não tivesse que aprender tudo sozinho.

Por isso que criei meu canal do Youtube e também o meu blog, para ajudar quem está passando pela mesma situação que eu estive quando comecei.

Também sempre senti a necessidade de criar uma comunidade e uma plataforma onde quadrinistas nacionais pudessem publicar suas obras e entrar em contato com seus leitores.

Por isso em 2019 eu usei meus conhecimentos como desenvolvedor de software para criar e lançar a plataforma Fliptru.

Faço o possível para responder todas as perguntas, por isso fique a vontade para comentar com todas as suas duvidas. =)

Categorias
Narrativa Visual

A narrativa de quadrinhos para celular

Existe uma tendência nas webcomics dos últimos anos, principalmente vindas de autores e autoras de fora do Brasil: uma nova narrativa de quadrinhos para celular.

Quem produz quadrinhos para a internet deve estar sempre de olho nas mudanças na forma como o público recebe a mídia, ou seja, onde os leitores estão lendo suas histórias.

Atualmente existem algumas plataformas diferentes para publicar quadrinhos online.

Por exemplo, no Instagram quadrinistas tem adaptado sua forma de narrar histórias em quadrinhos para usar o esquema de “galeria de fotos” do app.

Com um limite de 10 imagens por publicação, o tipo de história que mais encontramos neste formato são tirinhas.

Só que nesta publicação vou abordar outro tipo de narrativa de quadrinhos para celular, a narrativa que considera a leitura com a rolagem da página para baixo.

Um pouco de história

Quando eu comecei a criar quadrinhos para publicar na internet, no início da década de 2000, os celulares ainda eram aqueles Nokia meio “tijolão”.

Nokia das antigas…

Os smartphones ainda não existiam e muito menos a possibilidade de ler quadrinhos através de uma aparelho celular.

Isso não era algo que quadrinistas pensavam na hora de publicar na internet, que ainda engatinhava nesta época.

Só que a partir da criação e, principalmente, da popularização dos smartphones já é um costume das pessoas viver com o celular à mão.

Estão sempre prontos para consumir conteúdo no aparelho a cada pequena pausa, seja na fila para pegar um ônibus ou esperando o jantar chegar no restaurante.

Com isso, a forma como as pessoas leem quadrinhos pela internet também mudou. As pessoas não leem mais quadrinhos na internet exclusivamente pelo computador.

Então temos que mudar a forma como pensamos a narrativa para nos adaptarmos a isso. Na verdade, deveríamos ter mudado até mesmo quando era apenas no computador…

Quem publicava quadrinhos para a internet lá atrás simplesmente replicava o formato dos quadrinhos impressos e publicava nos websites da época. A narrativa página-a-página.

E percebo que aqui no Brasil isso continua acontecendo até hoje.

Inclusive este que vos escreve ainda faz isso.

Por que replicar a narrativa impressa?

Por que continuamos a criar HQs de página-a-página, mesmo quando elas são publicadas na internet e lidas, em sua maioria, através de um aparelho smartphone?

Isso nos leva para uma discussão importante.

Na minha opinião, o quadrinho para a internet ainda é considerado por muitos no nosso país como algo menor, secundário e amador. O mercado nacional ainda marginaliza os quadrinhos que são publicados exclusivamente na internet.

Isso faz com que muitas pessoas que criam quadrinhos usem a internet apenas como uma meio de divulgação do seu trabalho com o objetivo final de conseguir publicar suas histórias através de um livro impresso. Melhor ainda se for por uma editora.

Então por que criar uma narrativa pensando na leitura pelo celular, se o objetivo é ter esse quadrinho impresso no futuro, não é mesmo?

Fora do país já existem muitos quadrinistas recebendo dinheiro de plataformas de quadrinhos para criar obras exclusivas para leitura online.

E mesmo aqueles que publicam suas obras impressas nas plataformas digitais fazem uma adaptação narrativa para a mesma. Porque sabem a diferença que isso traz para a experiência do leitor.

Olha esse exemplo aqui do Jason Brubaker:

Já que nosso mercado ainda é fraco em quadrinhos online, precisamos ser criativos como autores e autoras.

Uma das formas de melhorar nosso lado como criadores de webcomics é começar a pensar nessa experiência de leitura. Isso faz a diferença para o leitor e pode valorizar nossas obras.

Outra forma de valorizar nosso trabalho são as plataformas online que permitem que comercializemos nossas HQs. Mas hoje, a maioria é de fora do Brasil e fica mais difícil competir com os gringos para quem não tem acesso à língua inglesa.

Por isso eu criei a plataforma Fliptru. Para começar a fomentar esse mercado de quadrinhos online brasileiros. E um dos grandes objetivos dessa plataforma é que no futuro a comunidade possa usá-la para ganhar dinheiro com suas HQs online.

Bom, só que fomentar um mercado de quadrinhos online não é uma tarefa de curto prazo. Vamos continuar firmes neste objetivo de trazer mais respeito e potencial de faturamento para as webcomics brasileiras.

Obs: É claro que essa é a minha opinião sobre a motivação de continuarmos criando narrativas impressas para nossos quadrinhos online. Se você tem outro ponto de vista sobre o assunto, me deixe um comentário, por favor.

Qual é a diferença entre a impressa a narrativa de quadrinhos para celular?

A diferença, de forma geral, é a mídia onde o leitor vai receber esse conteúdo.

Um quadrinho impresso tem uma narrativa que considera que o leitor vai consumir uma página inteira primeiro, seguindo um fluxo de leitura quadro-a-quadro, e somente depois da virada de página é que ele começa o fluxo de leitura da página seguinte.

Então temos um espaço físico limitado para criar esse fluxo de uma página (ou duas, afinal a cada virada costumamos dar de cara com duas páginas) e devemos utilizar isso ao nosso favor, para causar diferentes efeitos nas emoções do leitor.

Fonte: Guia para Mobile Comics

Já a narrativa de quadrinhos para celular tem uma lógica diferente de fluxo de leitura.

Devemos considerar um fluxo vertical constante que causa a sensação de passagem de tempo entre os quadros.

A tela é mais estreita, mas passa a ter um comprimento infinito, graças à rolagem possibilitada pelo celular.

Também devemos considerar que a quantidade de texto deve se adaptar à tela menor de um celular. É muito mais desconfortável ler uma grande quantidade de texto na tela pequena do celular do que impresso em uma folha de papel.

Eu tenho estudado esse estilo narrativa já faz algum tempo e recentemente ficou ainda mais fácil com um material disponibilizado de forma gratuita pela quadrinista e acadêmica de quadrinhos Ale Presser.

A partir do momento que você está livre das limitações de uma revista impressa – onde é necessário aproveitar bem as páginas para contar sua história sem encarecer o valor da publicação – você fica livre para usar áreas de respiro do design da sua história em quadrinhos. Ao ampliar as sarjetas entre um quadro e outro, você ganha a possibilidade de isolar quadros que merecem mais destaque na sua história, ditando um ritmo de leitura ao seu leitor.

Ale Presser em seu Guia para Mobile Comics

Tem muitas dicas e informações sobre esse tipo de narrativa de quadrinhos para celular no ebook que ela disponibilizou chamado Guia para Mobile Comics. Este material é o resultado de sua pesquisa de doutorado.

Vou começar a usar esta narrativa

Eu continuo criando minhas HQs como se fossem impressas, principalmente Tailer, que já vem desde 2006 neste formato.

Mas chegou o momento de experimentar esse novo estilo narrativo.

Nesta semana eu dei início ao #desafioFliptru no meu canal do Youtube. Onde todos teremos três meses para criar uma história em quadrinhos com um tema escolhido pela comunidade.

Resolvi que vou fazer minha entrada neste desafio utilizando esse tipo de narrativa de quadrinhos para celular.

Eu expliquei tudo no vídeo abaixo:

Adaptar para sobreviver

Com tudo isso dito aqui nesta publicação, quero encerrar dizendo que não importa em qual mercado estamos, precisamos sempre nos adaptar às mudanças do mundo.

Como quadrinistas não é diferente.

Conquistar uma base leitores é importante e trazer valor para eles através de uma experiência de leitura ideal para a mídia onde eles vão consumir suas obras é essencial.

Vou continuar estudando e experimentando essas mudanças. Isso vai me trazer mais autenticidade para falar sobre o assunto no futuro. Então, aguarde mais publicações e vídeos sobre narrativa de quadrinhos para celular no futuro.

Até a próxima!

Quem sou eu para falar de narrativa de quadrinhos para celular?

Meu nome é Marcus Beck e meus objetivos são:

  • Entreter através das minhas histórias;
  • ajudar quadrinistas independentes a divulgar seus trabalhos através da plataforma Fliptru;
  • e trazer o máximo possível de informação sobre como criar uma história em quadrinhos para o maior número de pessoas possível.

Publiquei minhas webcomics (quadrinhos online publicados na internet) por mais de dez anos e aprendi muitas lições sobre o que deve ou não ser feito para que as HQs sejam as melhores possíveis.

Quando eu comecei a criar meus quadrinhos eu gostaria muito que tivesse conteúdo sobre o assunto para que eu não tivesse que aprender tudo sozinho.

Por isso que criei meu canal do Youtube e também o meu blog, para ajudar quem está passando pela mesma situação que eu estive quando comecei.

Também sempre senti a necessidade de criar uma comunidade e uma plataforma onde quadrinistas nacionais pudessem publicar suas obras e entrar em contato com seus leitores.

Por isso em 2019 eu usei meus conhecimentos como desenvolvedor de software para criar e lançar a plataforma Fliptru.

Faço o possível para responder todas as perguntas, por isso fique a vontade para comentar com todas as suas duvidas. =)

Categorias
HQs para ler online Tailer

Tailer – Parte 14: Intervalo

Dando continuidade aos capítulos que formam novo volume da minha websérie em quadrinhos Tailer, a Parte 14 está disponível para ler online na Fliptru.

Esta série é um grande laboratório para mim e a cada capítulo eu experimento coisas diferentes tanto em relação à arte (desenho, arte-final, composição) como também em relação ao storytelling e desenvolvimento de personagens.

Eu gostaria muito de “andar mais rápido” com essa história, publicando mais capítulos em menos intervalo de tempo para ler online.

Tenho tanta coisa para evoluir na história que isso me deixa um pouco ansioso.

Só que o tempo que tenho para me dedicar a criar meus quadrinhos ainda é uma parcela muito pequena da minha semana.

Isso porque:

  • Preciso pagar minhas contas, então tenho um emprego de pelo menos 40 horas semanais;
  • Preciso continuar minha missão de ajudar mais gente a criar quadrinhos, então faço um vídeo por semana para meu canal do Youtube.
  • Preciso continuar dando espaço para que as pessoas possam publicar seus quadrinhos online, então gasto um bom tempo mantenho a plataforma Fliptru sempre com atualizações e correções de problemas.

Bom, acho que já falei demais por aqui. Por enquanto vou continuar lançando um capítulo por mês mesmo.

Leia Tailer – Parte 14 clicando aqui!

Categorias
HQs para ler online Tailer

Para ler online: capítulo 13 da webcomic Tailer

Já está disponível para ler online na plataforma Fliptru a Parte 13 da webcomic Tailer.

Leia Tailer Parte 13 – Delivery clicando aqui!

Você pode saber ou não, mas eu voltei a publicar capítulos da minha história em quadrinhos Tailer desde o final do ano passado.

Foram nove anos de hiato!

Graças aos pedidos da comunidade Fliptru, resolvi continuar esta série que é muito divertida de criar.

Tailer sempre foi uma forma de aprendizado para mim. Foi para deixar esta história melhor que eu resolvi começar a me aprofundar no estudo da criação de histórias em quadrinhos.

Graças a ela aprendi muito e agora é super gratificante continuar essa história.

Mas também é um grande desafio pegar uma história sem uma estrutura definida e sem personagens bem desenvolvidos e aplicar tudo que aprendi nos últimos anos de estudo.

Eu falo um pouco mais sobre Tailer no vídeo que postei hoje no meu canal do Youtube.

Links úteis para você

Quem sou eu publicar quadrinhos para ler online?

Meu nome é Marcus Beck e meus objetivos são:

  • Entreter através das minhas histórias;
  • ajudar quadrinistas independentes a divulgar seus trabalhos através da plataforma Fliptru;
  • e trazer o máximo possível de informação sobre como criar uma história em quadrinhos para o maior número de pessoas possível.

Publiquei minhas webcomics (quadrinhos online publicados na internet) por mais de dez anos e aprendi muitas lições sobre o que deve ou não ser feito para que as HQs sejam as melhores possíveis.

Quando eu comecei a criar meus quadrinhos eu gostaria muito que tivesse conteúdo sobre o assunto para que eu não tivesse que aprender tudo sozinho.

Por isso que criei meu canal do Youtube e também o meu blog, para ajudar quem está passando pela mesma situação que eu estive quando comecei.

Também sempre senti a necessidade de criar uma comunidade e uma plataforma onde quadrinistas nacionais pudessem publicar suas obras e entrar em contato com seus leitores.

Por isso em 2019 eu usei meus conhecimentos como desenvolvedor de software para criar e lançar a plataforma Fliptru.

Faço o possível para responder todas as perguntas, por isso fique a vontade para comentar com todas as suas duvidas. =)

Categorias
Tailer

A webcomic Tailer está de volta!

Nove anos depois de entrar em um hiato indefinido, a webcomic em série Tailer está de volta!

Quando eu anunciei que tinha decidido parar a série o texto terminava assim:

Por ora, meus objetivos são outros. Estou construindo minha vida e preciso retirar certas coisas que não estão me trazendo retorno e crescimento, como jogar ao mar as bagagens para o barco não afundar. Ficar apenas com o útil. Garanto que a coisa mais difícil de deixar para trás agora será desenhar quadrinhos.

Espero ter condições o mais breve possível de dar vida aos meus queridos personagens de Tailer de novo, mas por enquanto, fica meu obrigado aos leitores que acompanharam a série até agora.

19 de novembro de 2010

O pior é que até procurar esta postagem com o anúncio do hiato de Tailer eu tinha certeza de que a série tinha parado em 2011… agora descobri que minha memória me enganou.

Na verdade foi em 2010… nove anos atrás!

Bom, continuar a série era algo que eu queria muito, mas não achava que deveria. Principalmente porque não achava que a história era tão boa assim pra valer a pena o esforço.

Até que lancei a Fliptru em maio deste ano. Uma plataforma para que quadrinistas possam publicar suas obras de forma simples.

Para que a plataforma não começasse vazia, eu coloquei todos os quadrinhos que eu tinha disponível por lá.

Incluindo Tailer.

Para minha surpresa, muita gente comentou que queria mais capítulos da série.

Enquanto eu criava quadrinhos curtos, de no máximo 10 páginas, pra postar no Instagram, as pessoas continuavam pedindo mais Tailer.

Comecei a pensar em voltar a criar páginas… mas ainda não tinha tanta certeza de que valeria o esforço.

O momento em que decidi que Tailer deveria voltar

Uns meses atrás eu estava um pouco estressado com o volume de trabalho que manter o meu canal do Youtube em conjunto com meu emprego estava me causando.

Resolvi então criar algumas páginas de Tailer por diversão. Como um hobby para relaxar um pouco.

Foi tão divertido que continuei e continuei…

Quando vi já estava com quase dois capítulos prontos!

A questão é que eu tenho estudado e praticado tanto a criação de histórias em quadrinhos que passou a ser mais fácil criar as páginas do que era no passado.

Claro que desenhar tudo ainda é trabalhoso, mas é um trabalho gostoso e relaxante.

Além disso, depois de tantas histórias curtas, eu estava com vontade de ter mais espaço para desenvolver os personagens e o enredo de uma história mais longa.

Nada melhor do que colocar em prática com esses personagens que gosto tanto.

Não é a primeira vez que tento voltar com a série

Em 2015 eu queria fazer uma espécie de Graphic Novel com um resumo dos primeiros 12 capítulos de Tailer que havia produzido até 2010.

Meu objetivo era tentar um financiamento coletivo para conseguir publicar a obra de forma impressa.

Cheguei a fechar uma parceria com uma nova startup da época que editava e ajudava a criar financiamentos coletivos para projetos de livros.

Tailer seria o primeiro quadrinho no portfólio deles…

A proposta era ótima, até assinei contrato, mas acabou não indo para frente. A empresa não existe mais nos dias de hoje.

Depois de desenhar cerca de 50 páginas, mais uma vez eu fui tomado pela falta de tempo e pelo desanimo. Acabei desistindo do projeto.

Além da falta de tempo, eu ainda achava que a qualidade não estava tão boa assim.

Um problema comum com todos aqueles que criam arte… o excesso de autocrítica pode ser bem nocivo.

Aprendi muito nesses últimos tempos

Manter um canal do Youtube com conteúdo sobre como criar histórias em quadrinhos me ensinou muita coisa.

Não falo apenas de coisas relacionadas à técnica de narrativa visual, storytelling, etc.

Também me mostrou que mesmo não tendo um traço perfeito, uma história maravilhosa, eu devo continuar criando quadrinhos. Tanto para praticar como para estudar ainda mais sobre o assunto.

A prática é a melhor maneira de estudar e melhorar.

Publicando novos capítulos

É claro que os novos capítulos de Tailer serão publicados na plataforma Fliptru. Afinal, graças aos leitores de lá que a série está de volta!

Pretendo publicar um capítulo por mês, mantendo exclusivo para quem tem uma conta (gratuita) na Fliptru até que o próximo capítulo seja publicado.

Ou seja, a cada capítulo novo o anterior será liberado para o público de fora da plataforma.

Neste sábado eu publiquei a Parte 12 (capítulo 13) da história e já tive vários comentários muito positivos por lá.

Estou feliz com a recepção do pessoal da plataforma.

É isso… Tailer voltou!

Era isso que queria compartilhar aqui no blog.

Já fazem mais de 16 anos que mantenho esse blog e por aqui mantive contato com todos que liam Tailer no passado.

Por isso falar sobre isso através de uma postagem pra mim é especial.

Espero que você goste de acompanhar os novos capítulos desta minha webcomic e que se divirta tanto lendo como eu tenho me divertido produzindo a história.

Até a próxima!


Categorias
HQs para ler online

Nova HQ em parceria com o estúdio do Mágico Se

Em uma realidade muito distante, uma sociedade formada por corpos celestes vive pacificamente. Até que algo sem precedentes acontece! E somente o Mágico Se pode ajudar a resolver essa grande questão. Escrita por Ítalo Miranda (co-criador do Mágico Se) e com minha arte, essa história em quadrinhos traz uma mensagem muito importante.

Sinopse da HQ “Mágico Se – Divórcio Cósmico”

Continuando com a saga de criar HQs curtas em 2019 para incentivar a participação no #desafioHQcurta2019 (o que tem dado certo, confira aqui) acabei de publicar minha quarta HQ deste ano.

Mágico Se – Divórcio Cósmico tem um diferencial em relação às outras HQs desse ano. Essa é uma HQ em parceria com o estúdio que cria as tirinhas do Mágico Se.

O roteiro dessa história foi escrito por Ítalo Miranda, um dos criadores do personagem Mágico Se.

Ele e sua equipe publicam os quadrinhos do Mágico Se no Instagram. Inclusive o Ítalo já participou de alguns vídeos no meu canal do Youtube falando sobre isso.

Enquanto gravávamos o vídeo pro meu canal é que surgiu a ideia de criarmos uma HQ juntos. Ele pediu para que eu escolhesse qual dos personagens da turma do Mágico Se eu gostaria de trabalhar.

É claro que escolhi meu preferido, o próprio Mágico!

Ele escreveu uma história com uma mensagem muito legal e me fez gostar ainda mais de fazer essa HQ em parceria.

Para conferir como ficou esse trabalho clique aqui e leia com exclusividade na Fliptru!

Veja algumas das páginas:

Links úteis para você

Quem sou eu fazer HQ em parceria?

Meu nome é Marcus Beck e sou quadrinista e criador do curso HQ na Prática. Meu objetivo é trazer o máximo possível de informação sobre como criar uma história em quadrinhos.

Publiquei minhas webcomics (quadrinhos online publicados na internet) por mais de dez anos e aprendi muitas lições sobre o que deve ou não ser feito para que as HQs sejam as melhores possíveis.

Quando eu comecei a criar meus quadrinhos eu gostaria muito que tivesse conteúdo sobre o assunto para que eu não tivesse que aprender tudo sozinho. É por isso que criei esse canal e também o meu blog, para ajudar quem está passando pela mesma situação que eu estive quando comecei.

Faço o possível para responder todas as perguntas, por isso fique a vontade para comentar com todas as suas duvidas. =)

Categorias
Como criar HQs

Criando uma HQ curta em 13 dias

No final de semana passado eu publiquei minha nova HQ curta chamada Batalha.

A história que esse quadrinho conta é uma representação lúdica da batalha que todos nós artistas independentes lutamos no dia-a-dia.

Muitos artistas vivem de sua arte, mas muitos mais outros ainda não chegaram lá. Esses últimos passam por uma jornada dupla para batalhar contra os “boletos” e ainda assim produzir sua arte.

Mini-documentário “HQ curta em 13 dias”

Como essa história aborda essa parte da nossa vida de artista, faria muito sentido que eu mostrasse como essa vida é no mundo real, não apenas no mundo lúdico da história em quadrinho.

Por isso, durante o processo de criação dessa HQ eu gravei uma espécie de diário de produção em vídeo, ou mini-documentário, mostrando como foi o dia-a-dia da concepção da ideia à produção das páginas.

Para mim, esse mini-doc é um complemento direto à história da HQ. É como se ambos se completassem. O mundo lúdico e o mundo real.

Colocando prazos e meta

Quando comecei a fazer a HQ eu me coloquei um prazo.

Eu quis produzir tudo em apenas duas semanas.

Não que eu precisasse ter um prazo. Afinal, eu publico as HQs de forma independente, gratuita e online. Então ninguém está me cobrando.

Só que colocar um prazo me deixa muito mais focado. É como um desafio.

Você escolhe continuar produzindo em momentos que poderia estar procrastinando.

Isso está bem demonstrado nos vídeos do mini-documentário.

Fazer uma HQ de 10 páginas em apenas duas semanas para alguém com jornada tripla (emprego, quadrinhos e vídeos/curso) não é tão simples assim. Mas essa era a meta, esse era o prazo.

Com “foco, força e fé” eu atingi a meta. Consegui terminar a HQ em 13 dias (14 se contar o dia off que acabei tirando).

E agora, você pode ler Batalha na Fliptru e no Instagram.

Links úteis para você

Quem sou eu criando HQ curta?

Meu nome é Marcus Beck e sou quadrinista e criador do curso HQ na Prática. Meu objetivo é trazer o máximo possível de informação sobre como criar uma história em quadrinhos.

Publiquei minhas webcomics (quadrinhos online publicados na internet) por mais de dez anos e aprendi muitas lições sobre o que deve ou não ser feito para que as HQs sejam as melhores possíveis.

Quando eu comecei a criar meus quadrinhos eu gostaria muito que tivesse conteúdo sobre o assunto para que eu não tivesse que aprender tudo sozinho. É por isso que criei esse canal e também o meu blog, para ajudar quem está passando pela mesma situação que eu estive quando comecei.

Faço o possível para responder todas as perguntas, por isso fique a vontade para comentar com todas as suas duvidas. =)

Categorias
HQs para ler online Magnos Quadrinhos Tailer

Todos os meus quadrinhos para ler em um lugar só

Uma novidade para facilitar quem gosta de ler minhas HQs. A partir de agora coloquei todos os meus quadrinhos para ler em um lugar só, na Fliptru!

Fliptru é uma ferramenta de leitura de quadrinhos e lá você tem acesso a todos para leitura online.

Se você quer publicar sua HQ na plataforma também, tem um link no topo do site da plataforma onde você pode se inscrever para ser autor na Fliptru.

A ferramenta ainda está no começo, mas ela tem uma proposta de ajudar os autores independentes de webcomics a divulgar seu trabalho e ter um espaço simples para que possam publicar todas as suas HQs.

Clique aqui para ir para o meu perfil na Fliptru e veja todos os meus quadrinhos para leitura online.

Nessa ferramenta alguns dos quadrinhos estão marcados como “Privado”, mas basta que você crie uma conta gratuita lá para ter acesso.

No momento tenho todas as minhas HQs curtas e também as minhas séries em quadrinhos disponíveis para ler online.

  • Magnos (prólogo da série online)
  • Viajante (Hq curta)
  • Passageiro (Hq curta)
  • Cão de Rua (Hq curta)
  • Tailer (série com 12 capítulos)
  • Baguadao (Hq curta)

Se você gostar das HQs, não esquece de deixar um comentário por lá e também de divulgar nos botões de redes sociais que você encontra em todos os quadrinhos.

Clique para ler o prólogo da série “Magnos”
Clique para ler a HQ curta “Viajante”
Clique para ler a HQ curta “Passageiro”
Clique para ler a HQ curta “Cão de Rua”
Clique para ler a série em quadrinhos “Tailer”
Categorias
Como criar HQs

Onde publicar histórias em quadrinhos?

O vídeo dessa quinzena no meu canal do Youtube é sobre onde publicar suas histórias em quadrinhos online.

Sempre recebo essa pergunta nos comentários de vídeos, nos posts do blog, nas mensagens diretas via Instagram e Facebook.

Então resolvi falar sobre esse assunto lá no meu canal.

Existem muitas possibilidades para publicar quadrinhos online, não são poucas mesmo. Mas por isso mesmo escolher uma dessas opções é um trabalho complicado.

Neste vídeo eu falo sobre os sites especializados em leitura de webcomics e também sobre o impacto das redes sociais na distribuição da sua história.

Sempre é preciso pensar em como os seus leitores serão atingidos e também em como conseguir o maior número de pessoas seja atingida pelas suas histórias.

Vá lá assistir e depois comente quais suas ideias sobre a dica do vídeo!

Até a próxima!

PS: Se você ainda não se decidiu se vai publicar online ou impresso, dá uma olhadinha nesse vídeo aqui que fiz quinzena passada sobre o assunto. 😉

Links úteis para você

Quem sou eu pra falar onde publicar sua hq online?

Meu nome é Marcus Beck e sou quadrinista e criador do curso HQ na Prática. Meu objetivo com este canal é trazer o máximo possível de informação sobre como criar uma história em quadrinhos.

Publiquei minhas webcomics (quadrinhos online publicados na internet) por mais de dez anos e aprendi muitas lições sobre o que deve ou não ser feito para que as HQs sejam as melhores possíveis.

Quando eu comecei a criar meus quadrinhos eu gostaria muito que tivesse conteúdo sobre o assunto para que eu não tivesse que aprender tudo sozinho. É por isso que criei esse canal e também o meu blog, para ajudar quem está passando pela mesma situação que eu estive quando comecei.

Faço o possível para responder todas as perguntas, por isso fique a vontade para comentar com todas as suas duvidas. =)