Categorias
Crônicas

Desapego

Nem sempre fui uma pessoa de muitas atividades, quando era adolescente tinha apenas a ilustração como hobby e nada mais. Mas próximo aos vinte anos eu já estava praticando arte marcial e trabalhando com programação. Um pouco depois eu tinha minha banda, estava compondo músicas e fazendo pequenas apresentações com meus companheiros. Logo mais descobri minha paixão por fotografia e em seguida por fazer vídeos… tudo ao mesmo tempo.

Hoje, à beira dos trinta, eu tenho que tomar algumas decisões que me incomodam um pouco. Não é fácil abandonar algumas dessas atividades, as quais sempre tive o interesse de transformar em trabalho e não obtive êxito. Agora o tempo livre não é mais abundante como aos 20 e poucos anos e nesta época da vida, para mim uma época de construção e empreendedorismo, dedicar-se a diversas paixões artísticas ao mesmo tempo é muito complicado. Portanto entendo que preciso me desapegar de algumas delas para seguir o caminho que escolhi, para focar minha energia em um objetivo maior.

Em toda a grande mudança existe uma escolha onde algo vai ter que ficar para trás. Se não desapegarmos do passado ou desse “algo” dificilmente conseguiremos concluir essa mudança que escolhemos assumir para a vida. Desapegar não é fácil, mas é extremamente necessário para seguir em frente e deixar novos caminhos se abrirem para o futuro.

Tome a decisão, mude e desapegue do passado para seguir no caminho que você quer para sua vida.

Por Marcus Beck

Sou quadrinista, desenvolvedor de software, marido da Lu e pai da Laura.

Ver arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *