O que é narrativa visual de histórias em quadrinhos?

o que é narrativa visual

Neste texto vou introduzir o assunto narrativa visual de histórias em quadrinhos e mostrar uma forma rápida de avaliar se suas páginas de HQ tem uma boa narrativa na hora de montar uma cena.

O que é narrativa visual de histórias em quadrinhos? Para responder a essa pergunta vou começar explicando sobre a primeira das duas palavras, a “narrativa”.

Segundo o site Significados:

Narrativa é uma exposição de fatos, uma narração, um conto ou uma história. As narrativas são expressas por diversas linguagens: pela palavra (linguagem verbal: oral e escrita), pela imagem (linguagem visual), pela representação (linguagem teatral) etc.

No caso do nosso tema, narrativa visual, estamos falando sobre o uso das imagens para expressar a narrativa.

Alguns dos elementos importantes de uma narrativa são os seguintes:

  • o que;
  • quando;
  • onde;
  • com quem;
  • por que;
  • como;
  • e qual o resultado (consequência).

Ou seja, para verificar se sua narrativa está bem estruturada tente responder à essas perguntas.

  • O que acontece na sua história?
  • Quando acontece?
  • Onde acontece?
  • Com quem acontece?
  • Por que acontece?
  • Como acontece?
  • E qual a consequência do que acontece?

Isso já é o suficiente para você começar montar o enredo da sua história. Mas e a narrativa visual de histórias em quadrinhos nisso tudo?

Bem, para contar sua história com uma sequencia de imagens e textos (ou uma história em quadrinhos) existem algumas ferramentas importantes.

É preciso conhecer essas ferramentas e trabalhar com elas em conjunto para transmitir as emoções corretas, a sensação de passagem de tempo correta, para representar uma noção de espaço e etc.

Eu considero entender de narrativa visual muito mais importante do que ser um bom desenhista na hora de fazer histórias em quadrinhos.

Avaliando sua narrativa visual de histórias em quadrinhos

Não vou falar sobre as ferramentas da narrativa visual neste texto, já abordei algumas delas aqui no blog e com os vídeos no meu canal do Youtube.

Neste texto vou mostrar uma forma rápida de avaliar sua narrativa visual.

Para avaliar se sua composição de páginas de quadrinhos está com uma boa narrativa visual, vamos responder algumas perguntas parecidas com as que fizemos anteriormente.

Imagine que você quer montar uma cena narrando uma parte da sua história, você consegue responder essas perguntas?

  • Dá pra saber o que está acontecendo na cena?
  • Onde a cena está acontecendo?
  • Quem está envolvido na cena?
  • Como a cena está se desenvolvendo?
  • Quanto tempo esta cena levou para acontecer?
  • Qual a consequência das ações dessa cena?

Se você conseguir responder estas perguntas, já pode dizer que a cena está com uma boa estrutura. Agora se você fizer estas mesmas perguntas para um leitor e ele conseguir responder sem problemas, quer dizer que sua cena está com uma boa narrativa visual de histórias em quadrinhos.

Isto tudo é só a introdução do estudo de narrativa visual de quadrinhos. Existe muito o que se aprender.

As ferramentas que falei anteriormente são essenciais e cada uma delas tem um motivo para funcionar e passar a sensação certa para o leitor.

Enquanto não falamos sobre elas, faça a avaliação das suas páginas e cenas e veja se consegue responder às perguntas acima.

Aguardo seu comentário sobre o que achou desse método de avaliação de narrativa visual e aproveite para me falar o que mais você quer saber sobre o assunto.

Até a próxima!

Preciso saber desenhar para criar uma história em quadrinhos?

Muita gente se pergunta se é preciso saber desenhar para criar uma história em quadrinhos. Pode parecer uma pergunta absurda, mas na verdade não é.

Para começar é preciso entender o que é “saber desenhar”. Afinal de contas, aprendemos a fazer homens-palito desde a infância e isso pode ser considerado saber desenhar.

Você já deve ter visto diversas tirinhas espalhadas pela internet que são basicamente homens-palito interagindo. Podem até achar uma arte “tosca”, mas algumas dessas tirinhas são as mais engraçadas que já li!

Sem dúvida a arte é parte importante de uma história em quadrinhos, afinal é a ferramenta que escolhemos para contar a história. Só que assim como um escritor escolhe bem as palavras que mais encaixam no tipo de história que quer escrever, o quadrinista deve fazer o mesmo com o estilo de desenho que quer usar.

Nem sempre é preciso ser um mestre na arte de ilustrar para criar boas histórias em quadrinhos. O que vale é ser bom em narrativa visual, que é a verdadeira arte de um quadrinista. É importante sempre lembrar disso.

Portanto se você acredita que não pode criar sua primeira HQ porque acha que suas ilustrações não são boas o bastante, vou te mostrar uns estudos de caso que podem lhe impressionar. Fugindo um pouco dos homens-palito das tirinhas, é claro.

Você conhece a série de quadrinhos One Punch Man? Que tal dar uma olhada na webcomic original. A versão que se popularizou no ocidente é um “remake” da original desenhada por um desenhista de mangá profissional (e incrível) chamado Murata Yuusuke.

One Punch Man comparação

Na esquerda a arte original, na direita o remake. Note que a narrativa não mudou nada!

A série ficou famosa mesmo com a arte de “ruim”. A qualidade da história era tão boa que mesmo o remake manteve os mesmos personagens, os mesmos arcos… basicamente só mudou a arte para algo que o mercado editorial japonês aceita melhor.

E que tal os primeiros capítulos da série em quadrinhos Attack On Titan? Digamos que não é a arte mais bonita que você já viu em páginas de mangá, não é? Não chega nem perto da beleza de uma HQ como Berserk, por exemplo. Mesmo assim foi um sucesso enorme por conta da qualidade de sua história.

Uma boa história, uma boa narrativa, personagens interessantes com os quais o leitor se identifique. Isso é muito mais importante do que “saber desenhar”.

Devemos sempre continuar trabalhando para melhorar nossa arte, mas não deixe de começar aquele projeto de histórias em quadrinhos porque acha que seu desenho não é bom o bastante. Foque no que interessa: a história!

Até mais!

Narrativa de Quadrinhos – Ângulos de Enquadramento

Esse vídeo foi enviado ontém com exclusividade para minha lista VIP de emails. Se quiser receber os vídeos (e muito mais) com exclusividade inscreva-se clicando aqui e seja VIP!

Acabei de publicar mais um vídeo no meu canal no Youtube! O vídeo é mais um sobre Narrativa de Quadrinhos, dessa vez falando de Ângulos de Enquadramento.

O vídeo anterior no canal falava sobre Planos de Enquadramento, então esse vem para completar a introdução à esse aspecto da narrativa de quadrinhos que tem tanto em comum com o cinema que costumamos chamar de linguagem cinematográfica.

Preparei algumas ilustrações específicas para esse vídeo mostrando os ângulos utilizando um personagem fictício.

Deixa um comentário lá no vídeo me falando sua opinião e me dizendo o que mais você quer de conteúdo no canal sobre criação de quadrinhos!

Até a próxima!

Criando o visual de personagens

Já faz um tempo que venho preparando uma nova história, escrevi bastante sobre o mundo onde ela vai acontecer e agora chegou a hora de começar a criar o design de tudo. Comecei criando o visual de personagens.

Esses são os primeiros esboços e ideias de como os protagonistas da primeira história devem parecer.

Para acompanhar o desenvolvimento desses personagens e da história em geral, basta me seguir no Instagram ou no Facebook.

Na hora de pensar no visual do personagem não devemos focar só no que achamos que é legal ou que faria ela parecer maneira. Tudo que faz parte da aparência dela precisa ter um motivo.

Se seu personagem é rico, terá roupas melhores e acessórios que condizem com o status social. Se for uma pessoa religiosa, postura, cabelo, roupas e acessórios devem refletir a cultura dessa religião da personagem.

Se for mais humilde, pode ter roupas simples e talvez uma aparência um pouco mais desleixada. Entretanto pode ser humilde mas muito preocupada com sua aparência, o que pode fazê-la ter roupas simples, mas sempre limpas e bem arrumadas.

O cabelo e o rosto também refletem muito sobre a personalidade da personagem. Tudo tem que ser bem pensado para compor a aparência de cada um dos participantes da sua história.

Existe muito mais a se levar em conta quando criamos um character design para alguma de nossas histórias. Se quiser saber mais sobre esse assunto, dexe um comentário no post.

Até a próxima!

 

Materiais para o ebook Como criar uma História em Quadrinhos

EDIT 19/02/2018: O livro Como criar uma História em Quadrinhos está pronto! Clique aqui para fazer o download!

Depois de terminar de escrever todo o conteúdo do ebook Como criar uma História em Quadrinhos, chegou a hora de fazer as artes que vão ilustrar o livro.

A ideia do livro é demonstrar o processo de criação de HQs que eu uso nesses muitos anos que venho produzindo webcomics. Mais do que qualquer coisa, o importante é mostrar que é trabalhoso mas possível criar sua própria HQ mesmo sem muitos recursos.

Criei uma lista de emails para enviar o ebook quando ele estiver pronto. Para fazer parte da lista clique aqui!

Todos aqueles que entrarem na lista vão receber emails contanto novidades e falando sobre criação de quadrinhos em primeira mão. Quando pronto, o ebook vai ser enviado gratuitamente para todos que já estiverem escritos!

Até a próxima!

Como posicionar os balões nas páginas de quadrinhos

Tem vídeo novo no canal! Essa semana falo sobre balões nas páginas de quadrinhos, respondendo à pergunta feita em um comentário do vídeo da semana passada.

É muito legal ler as perguntas que o pessoal da comunidade está fazendo nos comentários dos meus vídeos. Fico muito feliz em poder responder sempre que posso a todos.

Achei que essa merecia uma resposta especial em vídeo. E taí o resultado disso!

Se você também tem perguntas, deixe nos comentários para que eu possa saber o que mais você quer saber sobre criar histórias em quadrinhos.

Até a próxima!

Criando roteiro de história em quadrinhos

Ontem foi o dia de sentar e repensar o roteiro do final da minha história em quadrinhos atualmente em produção.

Aproveitando o embalo do vídeo Criando uma História em Quadrinhos – Parte 3: O roteiro eu vou aproveitar para mostrar aqui (e com ainda mais detalhes na lista VIP) o dia-a-dia da criação de uma HQ.

Usei o método de Layouts que eu explico no vídeo para reescrever o final da história. Eu usei esse método durante todo o processo de criação dessa história.

Desenho o layout da página na lateral e os textos dos balões logo ao lado, marcando de qual balão é aquele texto. Dá uma olhada como fica.

Lembrando que esse método normalmente é um complemento de algum outro processo que foi feito antes.

Aqui eu já tenho a ideia bem definida, os personagens desenvolvidos e o rascunho geral da história já escrito. Ou seja, eu já sei o que vai acontecer e por isso tenho a liberdade de já criar o roteiro e os layouts das páginas ao mesmo tempo.

Agora me diga, qual sua maior dificuldade na hora de escrever roteiros? Me fale nos comentários e vamos conversar.

Até a próxima.

Criando uma História em Quadrinhos – Parte 3: O Roteiro

Voltando com a série Criando uma História em Quadrinhos com o passo três, o roteiro.

Muita gente estava pedindo nos comentários dos vídeos anteriores que eu desse continuidade à série Criando uma História em Quadrinhos. Por isso aqui está o terceiro vídeo.

O roteiro é uma parte muito importante da criação de uma HQ. Existem diversas formas de criá-lo. Neste vídeo eu mostro algumas das formas que eu já usei ou ainda uso para criar meus quadrinhos.

Lembrando que em breve vou lançar o ebook Como criar uma história em quadrinhos e vou distribuí-lo gratuitamente para os membros da minha lista de emails.

Se você quer receber o ebook, se inscreva clicando aqui.

Deixe nos comentários sua opinião sobre a série de vídeos e o que mais você quer ver nos vídeos.

Até a próxima.