em HQs para ler online

Neste vídeo eu explico como fazer história em quadrinhos usando o exemplo prático da HQ que fiz durante o mês de Outubro no desafio Inktober.

No final da transcrição do vídeo tem o link para leitura da HQ completa.

Transcrição do vídeo:

Olá, aqui é o Marcus Beck!

Estou de volta depois de um mês intenso com a produção do meu projeto do Inktober, o meu Comictober.

Talvez você tenha acompanhado, talvez não, mas eu entrei no desafio Inktober deste ano.

Em resumo, Inktober é um desafio de arte onde você deve fazer um desenho por dia durante todo o mês de outubro.

Vou deixar um vídeo no card aí em cima e na descrição do vídeo onde explico melhor o que é esse desafio.

Bem, como eu adoro fazer história em quadrinhos, resolvi modificar o desafio e fazer um Comictober.

Ou seja, durante todo o mês de outubro eu fiz uma página de quadrinhos por dia e postei no meu Instagram e aqui no Youtube.

Vou deixar o link para os vídeos que postei no card aqui em cima e na descrição do vídeo, se você quiser dar uma olhada.

Não é fácil fazer história em quadrinhos do zero. Principalmente quando você tem um número exato de páginas pré determinado.

Para dificultar ainda mais o que já estava difícil, eu resolvi que a história ia ser muda, ou seja, sem falas, o que exige ainda mais na hora de criar a narrativa visual.

Desse jeito eu conseguiria colocar em prática tudo que falo sobre narrativa visual de quadrinhos aqui no canal.

Vamos ao passo-a-passo da criação dessa HQ então?

Vamos seguir o método que apresento meu ebook Como criar um História em Quadrinhos, que você pode baixar de graça, o link está na descrição do vídeo.

No ebook, o passo número um para fazer história em quadrinhos é a ideia!

Antes de começar a história é preciso ter o argumento dela.

Eu tive algumas ideias gerais da história que queria contar, mas não conseguia me decidir.

Cheguei a começar a rascunhar uma outra ideia, mas tomando um café da manhã com a minha namorada dois dias antes de começar o desafio, eu contei pra ela a minha ideia e não senti firmeza na reação…

Pra quem já leu o ebook, uma das dicas que dou é apresentar sua ideia de história para algumas pessoas e receber feedback do que pode ser melhorado.

Bem, o feedback dela não foi dos melhores.

Então começamos um brainstorm, ou seja, discutimos várias possibilidades de ideias para a história.

Como ela ama cachorros, todas as ideias dela incluiam os animaizinhos…

Até que ela sugeriu a história do cão de rua.

Fomos evoluindo a ideia durante a conversa até que decidi que essa seria a escolhida!

E pronto! O passo um da criação dessa HQ estava concluído.

Chegamos ao segundo passo para fazer história em quadrinhos: Os personagens!

A ideia geral era de um cachorrinho abandonado que passaria por situações ruins nas ruas até que alguém o encontrasse e o adotasse.

São pelo menos dois personagens: o cachorro e a pessoa que o adotaria.

Comecei pelo cachorro, meu personagem principal.

Três anos atrás nós adotamos o Chico, que você talvez já tenha visto em alguns dos vídeos aqui do canal, e ele foi a base para a criação do nosso cãozinho de rua.

Olha o chico aí!

Ele foi encontrado com sua ninhada em uma caixa na beira da estrada e foi daí que surgiu a ideia para a primeira parte da história.

Essa é uma dica que costumo dar na criação de personagens. Quando você usa alguém que já existe como referência, acaba sendo mais fácil.

Bem, agora faltava a pessoa que iria adotar o cachorro. Eu queria que fosse uma mulher, mas não tinha certeza ainda de como ela seria.

Só que ela só iria aparecer no final e bem rapidamente, então não precisaria gastar tanta energia desenvolvendo detalhes dela.

Além disso, eu já estava com o prazo apertado, pois faltava apenas um dia para começar o desafio.

Acabei deixando essa personagem para pensar depois.

Passei para o passo três para fazer história em quadrinhos , o roteiro.

Eu tinha um número fixo de páginas, que é a mesma da quantidade de dias do mês de outubro, 31.

Como eu falo no ebook, gosto de fazer o roteiro da HQ no modelo “layout” ou rascunho. Onde já rascunho como a página vai ficar enquanto desenvolvo os detalhes da história.

É nessa parte que defino a narrativa visual da minha história em quadrinhos.

Já era a noite final do dia 30 de setembro e eu tinha rascunhado boa parte das páginas, mas precisava começar a desenhar a primeira.

Então, mais uma vez por causa do prazo, precisei deixar um dos passos da criação da HQ incompleto.

Passei para o passo final, o desenho das páginas.

Como estou desenhando de forma digital e já fiz boa parte do roteiro rascunhado direto no computador, desenhar as páginas era basicamente melhorar os rascunhos e fazer a arte-final.

Só que inventei de publicar o making of de cada página aqui no meu canal durante todo o desafio. Isso acabou criando muito mais estresse do que eu imaginava.

Precisava gravar a tela durante todo o processo de desenho e depois editar o vídeo para aumentar a velocidade e adicionar uma trilha sonora que fizesse sentido com o que aquela página estava querendo dizer.

Eu escolhi a dedo cada trilha sonora para atingir esse objetivo.

Eu gostei do resultado, mas foi muito, mas muito trabalhoso.

Eu continuei fazendo esse processo por todo o mês de outubro, até que cheguei na parte onde deveria voltar aos passos anteriores.

Ou seja, desenvolver os personagens que faltavam e o final da história.

O resultado você pode ver clicando no link que está na descrição, lá você vai para uma página do meu site com todas as páginas da HQ em sequencia.

Você também pode ver através do meu Instagram ou assistir todos os 31 vídeos aqui no canal com a história do cão de rua.

Estou pensando em fazer um vídeo explicando como eu estruturei a história dentro das 31 páginas. O que acha dessa ideia? Me fala nos comentários se quer ver um vídeo sobre isso!

Ah, pode me contar o que achou dessa história também. Quero saber a sua opinião!

Bem, se inscreva no canal, ative o sininho para receber notificações quando sair novos vídeos e dê um like se gostou do vídeo!

Até a próxima!

Deixe seu comentário