Categorias
Empreendedorismo

Pequenas decisões

Acabei de ler um texto falando sobre como as pequenas decisões podem levá-lo ao sucesso. Interessante como isso realmente faz a diferença na vida das pessoas e acabou me remetendo ao que escrevi no texto Quanto vale uma ideia?.

As pessoas normalmente veem uma notícia falando sobre uma grande negociação que levou uma startup a atingir o nível de empresa milionária ou uma notícia sobre como uma pessoas conseguiu emagrecer 30kg em alguns meses e acham incrível. O que é ignorado é o fato de que existiu toda uma história de sacrifícios e trabalho árduo por traz deste sucesso.

O processo é o responsável pelo sucesso. Enquanto as pessoas estão percorrendo o caminho, fazendo seus sacrifícios, dedicando o seu tempo e suor ao projeto, não serão reconhecidos. Então não espere que alguém de fora o motive a continuar firme no esforço de manter seu projeto vivo, você precisa fazê-lo tomando as decisões certas.

As pequenas decisões que serão tomadas ao longo do processo é que farão a diferença neste caminho. Aquele momento em que você escolhe assistir uma hora a mais de TV em vez de trabalhar no projeto ou comer um bolo de chocolate “só naquele dia”, talvez não faça mesmo diferença. Talvez seja o alívio momentâneo que você estava precisando naquele momento, mas dezenas de horas na frente da TV e toneladas de bolo farão bastante diferença no resultado final.

Mesmo que tomar algumas boas decisões a cada semana não pareça grande coisa, isso faz uma enorme diferença na sua trajetória de vida. Por que? Porque boas decisões acumulam, como juros em um banco. Quando você toma mais decisões boas você está se colocando em uma posição melhor, então cada decisão subsequente alavanca essa posição e tem um efeito melhor ainda na sua vida.

Não há necessidade de se culpar a cada decisão “ruim” que fizer, apenas tentar aumentar um pouco a porcentagem de decisões “boas” relacionadas ao projeto o qual se está trabalhando, seja um novo negócio ou uma vida mais saudável. Aumentando esta porcentagem o resultado final será atingido com maior velocidade e você se sentirá mais satisfeito consigo mesmo.

Cada vez que uma decisão favorável ao projeto for feita ele estará mais perto de ser um sucesso, isso fará com que você se sinta mais satisfeito com o andamento da coisa toda e o motivará a continuar aumentando a porcentagem de boas decisões.

Investir seu tempo e esforço em um projeto é o único jeito de torná-lo um sucesso.

Categorias
Empreendedorismo

Quanto vale uma ideia?

Todo mundo tem ideias. Muitas delas podem ser ideias de negócio que tornariam o idealizador bilionário. Mas então por que não temos “mais bilionários” nesse mundo? Porque uma ideia é apenas uma ideia. Como disse Cássio Spina em um vídeo que assisti há poucos dias: “Você já viu algum anúncio ‘compra-se ideia’?“.

O que diferencia uma ideia bilionária de um negócio bilionário é a execução. Achar um jeito de colocar em prática a sua teoria é o único jeito de ter certeza de que ela dará certo e de que realmente foi um bom insight. É preciso acreditar na ideia e trabalhar muito para que ela saia do plano mental e se torne algo concreto. E, se todo mundo tem ideias, poucos são os que tem força de vontade para colocar um projeto pra andar.

Tocar um projeto necessita de sacrifícios. Sacrificar o tempo livre que você usaria para ler um livro, jogar videogame, assistir um filme ou aquela série que você acompanha, para a festa com os amigos do final de semana, etc. Isso não quer dizer que você nunca mais terá tempo livre, o ideal é conseguir tocar seu projeto e ainda ter tempo para tudo isso, mas um empreendedor em início de carreira precisa trabalhar muito para fazer o negócio sair do papel.

É muito comum que, em uma fase inicial, o projeto seja bancado pelo próprio empreendedor e para isso o mesmo deve ter uma fonte de renda. Dessa maneira ele mantem o emprego que já tinha, por exemplo, para financiar o projeto e pagar as contas enquanto a ideia bilionária ainda não está pronta para atingir seu potencial. E neste caso fica ainda mais complicado. Muitas vezes é preciso trabalhar de madrugada no projeto que ainda não gera renda e ter que acordar cedo no dia seguinte para cumprir as horas que estão sendo remuneradas.

Entender que para atingir o sucesso é preciso sair da zona de conforto é o primeiro passo. Eis uma decisão difícil de tomar, deixar de lado o “conforto” de trabalhar algumas horas por dia, receber o salário e poder ir para o happy hour com os colegas, por exemplo. Ir contra isso é estar disposto a não aceitar o status quo e, natualmente, é preciso ter muita força de vontade para não desistir nas horas de dificuldade.

Mas e então, quanto vale uma ideia? Depende de quanto esforço e dedicação o idealizador está disposto a colocar no projeto de fazê-la tornar-se realidade.

Categorias
Crônicas

Não se pode agradar a gregos e troianos

Muitas vezes precisamos tomar decisões que não vão agradar a todos.

Salvo eremitas, vivemos em sociedade e por isso as mudanças que fazemos na nossa vida irão sempre afetar as pessoas à nossa volta. Não é fácil tomar decisões que afetam seu círculo social. A necessidade inconsciente que sentimos de agradar às pessoas pode acabar freando a vontade de mudar e com isso a pessoa se mantém na sua atual zona de conforto. Confortável, mas não tão feliz assim.

Será que a aprovação dos amigos ou familiares é tão importante assim a ponto de escolhermos não fazer aquilo que pode nos deixar verdadeiramente felizes? Ou será que é o medo de “magoá-los” que nos frea?

Naquele momento em que você está em um projeto com um amigo, mas percebe que aquilo não está lhe fazendo bem. Você continuaria no projeto apenas para não magoá-lo? Sair do projeto pode ser considerado egoísmo por algumas pessoas (você vai abandonar seu amigo?), mas talvez só assim ele encontre outro colaborador que estará mais feliz ali do que você e trará mais benefícios à empreitada.

E quando você está em um relacionamento, mas tem medo de terminar porque o(a) companheiro(a) vai ficar triste com a separação. Mas com essa atitude você estará dando a chance para a pessoa conhecer alguém que realmente fará bem para ele(a).

Se tomar a decisão vai desagradar algumas pessoas, mas pode mudar sua vida para melhor, talvez valha a pena. Ser honesto com essas pessoas e explicar o motivo do que está sendo feito pode ajudar a diminuir o dano. Mas deixar de fazer algo positivo para sua vida por causa do famoso “o que irão pensar de mim?” não me parece certo.

Tome uma postura na vida, porque tentar agradar a todos é uma batalha sem fim. É como diz o velho ditado: “Não se pode agradar a gregos e troianos”.

Categorias
Crônicas

Desapego

Nem sempre fui uma pessoa de muitas atividades, quando era adolescente tinha apenas a ilustração como hobby e nada mais. Mas próximo aos vinte anos eu já estava praticando arte marcial e trabalhando com programação. Um pouco depois eu tinha minha banda, estava compondo músicas e fazendo pequenas apresentações com meus companheiros. Logo mais descobri minha paixão por fotografia e em seguida por fazer vídeos… tudo ao mesmo tempo.

Hoje, à beira dos trinta, eu tenho que tomar algumas decisões que me incomodam um pouco. Não é fácil abandonar algumas dessas atividades, as quais sempre tive o interesse de transformar em trabalho e não obtive êxito. Agora o tempo livre não é mais abundante como aos 20 e poucos anos e nesta época da vida, para mim uma época de construção e empreendedorismo, dedicar-se a diversas paixões artísticas ao mesmo tempo é muito complicado. Portanto entendo que preciso me desapegar de algumas delas para seguir o caminho que escolhi, para focar minha energia em um objetivo maior.

Em toda a grande mudança existe uma escolha onde algo vai ter que ficar para trás. Se não desapegarmos do passado ou desse “algo” dificilmente conseguiremos concluir essa mudança que escolhemos assumir para a vida. Desapegar não é fácil, mas é extremamente necessário para seguir em frente e deixar novos caminhos se abrirem para o futuro.

Tome a decisão, mude e desapegue do passado para seguir no caminho que você quer para sua vida.